CURUMIM - 30 ANOS

Sempre se renovando

Nossas paredes tem história! Desde 1989 em sua sede atual, uma casa de três pavimentos construída em 1940 na região do Pacaembu em São Paulo, o Curumim completa 30 anos de bons serviços prestados a artistas e produtores musicais. Antes ainda, o estúdio funcionou por alguns anos na Rua dos Pinheiros. Gravou muitos jingles publicitários e trilhas de cinema como as de Arrigo Barnabé para o filme "Ed Mort". Nos anos 90, com a explosão do samba e pagode na mídia, foi um dos estúdios que mais gravou expoentes do gênero, como Soweto, Sensação, Negritude Jr., Art Popular entre muitos outros. Em 2001, o estúdio foi assumido por Fernando Ceah, compositor, produtor, vocalista e guitarrista da banda Vento Motivo, que com o tempo foi adequando os trabalhos às novas realidades do mercado fonográfico, mantendo o legado construído ao longo do tempo. Desde então, já passaram por aqui artistas como Pepeu Gomes, Paulo Ricardo, Daniel, Leonardo, Jair Rodrigues, Eliana de Lima, Lecy Brandão, Beth Carvalho, Raimundos, Renato Teixeira, Planta e Raiz, Falamansa, Rappin Hood, Angela Maria, RPM, Inocentes, Maria Alcina, Zé Geraldo, Cauby Peixoto, Vanusa, Originais do Samba, Seguei, Celso Blues Boy, entre outros, além de uma nova safra de artistas ligados ao pop, rock, blues e mpb. Em 2005, Fernando Ceah abriu o selo Curumim Records, que em 2007 se transformou na Free Records, selo pioneiro em distribuir seus artistas exclusivamente pela internet. Em 2019, a Curumim Records volta reestruturada como selo e editora voltados para os diversos segmentos do rock. Também em 2019, o estúdio passou por uma grande reforma, mantendo a estrutura histórica porém renovando mais uma vez equipamentos e instalações, iniciando assim mais uma novíssima e promissora fase.